Pilares Cintados

Autores: Everaldo Bonaldo, Marcia Telesi, Luiz Roberto Sobreira de Agostini

Resumo: Com o advento do concreto de alta resistência, tornou-se possível a construção de estruturas mas leves, esbeltas e com melhor desempenho em termos de durabilidade.   Mas quando se consegue aumentar a resistência de um concreto, tem-se como conseqüência imediata o aumento da sua fragilidade.

Surgiu então uma nova necessidade no projeto de estruturas de concreto armado, a de se desenvolver uma técnica de armar as estruturas em concreto de alta resistência de modo que estas venham a apresentar comportamento favorável quanto à segurança a estados limites últimos, isto é, que sejam estruturas mais dúcteis.

Para o caso de pilares, em concreto de alta resistência, as taxas de armaduras de cintamento ou confinamento se tornaram o foco de estudo para a maioria dos pesquisadores da área. Com o objetivo de contribuir para o entendimento da arte de se executarem colunas cintadas, o presente trabalho apresenta uma breve resenha histórica da técnica de se empregar armaduras de confinamento em pilares de concreto armado. É apresentada uma análise de pilares cintados segundo a norma alemã de 1932, a norma brasileira NBR-6118, e a teoria de Lauro Modesto dos Santos.

Publicado em: IV Simpósio EPUSP sobre Estruturas de Concreto, São Paulo, 2000

Submetido por: Comissão Organizadora

Download artigo completo